Gilberto Arantes Junqueira

Via Crucis da Igreja Matriz de Carmo de Minas

A Via Crucis é apresentada em quadros de madeira com entalhes em alto relevo e pintadas. As fotografias desses quadros foram tiradas com utilização de flashes e enquadramento frontal, o que anulou, em parte, a percepção dos altos relevos. Como a moldura repete-se em todos os quatorze quadros, mostraremos apenas as cenas entalhadas. Exemplo de …

Via Crucis da Igreja Matriz de Carmo de Minas Leia mais »

Desordens no Arraial do Carmo em 1816

No seu livro “A Geografia do Crime – Violência nas Minas Setecentistas”, a historiadora Carla Maria Junho Anastasia considera a inépcia, a omissão e a incapacidade das autoridades da Capitania das Minas Gerais em controlar a ordem pública no vasto e ainda pouco habitado sertão, como causa da violência e desmandos na região durante o …

Desordens no Arraial do Carmo em 1816 Leia mais »

Requerimento da primeira capela de Nossa Senhora do Monte do Carmo – 1806

Requerimento para erigir a primeira capela com invocação de Nossa Senhora do Monte do Carmo. (Transcrição de Gilberto Arantes Junqueira) Senhor, Dizem Francisco Vieira Carneiro, o Capitão João Fernandes da Silva e outros, da Freguesia do Pouso Alto, Termo da Vila da Campanha da Princesa, Comarca do Rio das Mortes, da Capitania do Rio de …

Requerimento da primeira capela de Nossa Senhora do Monte do Carmo – 1806 Leia mais »

1856 – Fazendas da Freguesia do Carmo de Pouso Alto

Registro Paroquial de Terras 1856 Freguesia de Nossa Senhora do Carmo de Pouso Alto Termo da Vila de Cristina – Minas Gerais (Transcrição de Dalmo José Franqueira Carneiro e Gilberto Arantes Junqueira) Servirá este Livro para nele se lançar o Registro de Terras como dispõe o Art. 103 do Cap. 8º da Lei nº 601 …

1856 – Fazendas da Freguesia do Carmo de Pouso Alto Leia mais »