Distante

Para Lucas José Santos, que nunca leu meus poemas e que sempre esteve longe. Ele que foi sempre sincero comigo e nunca pediu desculpas pelos próprios defeitos. Eu vejo o quanto você é grande – que não posso guardar-te – e vejo o quanto você me vale. Vejo você. Continue seu  caminho, a paz está… Continuar lendo Distante

Só

No final é sempre eu que estou lá Me esperando É sempre eu que seguro minha mão e digo-me para me acalmar É sempre eu que vejo minhas lágrimas e espero elas secarem entre meus suspiros pesados É sempre eu que digo e escuto o que deve ser dito e escutado No final estou lá… Continuar lendo Só