Categoria: Ana Larissa Santos

Distante

Para Lucas Jos√© Santos, que nunca leu meus poemas e que sempre esteve longe. Ele que foi sempre sincero comigo e nunca pediu desculpas pelos pr√≥prios defeitos. Eu vejo o quanto voc√™ √© grande – que n√£o posso guardar-te – e vejo o quanto voc√™ me vale. Vejo voc√™. Continue seu ¬†caminho, a paz est√° …

Não era Poços

Vi um caminh√£o em chamas, Um carro capotado, Um cachorro morto na beira da estrada, Um homem e pombas revirando o lixo – Elas voaram e o homem ficou – Crian√ßas loiras e ranhetas sobre as barrigas gr√°vidas das m√£es, Cobertas imundas e sacolas no ch√£o. Era noite e frio. ‚Äú- Oi mo√ßa! Qual o …

Só

No final √© sempre eu que estou l√° Me esperando √Č sempre eu que seguro minha m√£o e digo-me para me acalmar √Č sempre eu que vejo minhas l√°grimas e espero elas secarem entre meus suspiros pesados √Č sempre eu que digo e escuto o que deve ser dito e escutado No final estou l√° …