O Carro de Bois do Campo Redondo

Autoria: Natália Coli de Brito. Do livro “Campo de Flores”, edição de 2001. Lá vai o carro de bois Pela estrada poeirenta. Arcados, ao peso da carga, Vão os bois em marcha lenta Estrada afora. Tranquilos, Tangidos pelo carreiro, Homem afeito ao trabalho, Tem por guia o candeeiro, Menino de olhos claros, Pés descalços, aberto …

O Carro de Bois do Campo Redondo Leia mais »