Categoria: O Carmo de Outrora

Padre Antonio Nogueira

Autoria: João do Rio Verde Publicado na Folha Nova, nº 1.278, em 25 de Maio de 1941 Jamais me esquecerei daquele venerando sacerdote, cuja fisionomia, serena e meiga, se me afigurava sempre iluminada por um doce sorriso de infinita bondade. Oh! Padre Antonio, vós que durante quase meio século não poupastes sacrifícios em prol da …

Em memória de Américo Pena

Autoria: João do Rio Verde Publicado na Folha Nova, nº 1.273, em 20 de Abril de 1941 Encantadora e poética manhã de Domingo, do mês de Maio de 1911. O padre Antonio, virtuoso e venerado vigário da paróquia de Nossa Senhora do Carmo do Rio Verde, acaba de celebrar a missa das oito. Formam-se, como …

Um Benemérito

Autoria: João do Rio Verde Publicado na Folha Nova, nº 1.275, em 4 de Maio de 1941 O Coronel Jeronimo Guedes Fernandes, diretor do Patronato Agrícola Delfim Moreira, é, sem favor algum, um benemérito de nossa terra. Ser-me-á impossível, nestas singelas linhas, reviver a sua fecunda e gloriosa trajetória como educador durante vários decênios. Esse …

Quem Será ?

Autoria: João do Rio Verde Publicado na Folha Nova, nº 1.271, em 30 de Março de 1941 Quanta vez, com o pensamento povoado por uma vaga e infinita saudade, recordo-me do nosso velho arraial do Carmo do Rio Verde. Desfilam, então, pela minha mente, diluindo-se em longinquas reminescências, vultos e fatos de outrora e, de …