Existir

Acordei,
Levantei,
Vesti,
Arrumei,
Comi,
Caminhei,
Cheguei,
Fiz,
Desfiz,
Refiz,
Tentei,
Consegui,
Sorri,
Conversei,
Cativei,
Voltei,
Dormi,
Sonhei,
Despertei,
Percebi:
Vivi.

E tanta coisa eu já fiz. Eu cresci, aprendi, sofri, chorei, me fingi de forte, sorri e lavantei. Fiz amizades incríveis, conversei muito. Também briguei, xinguei e me arrependi. Pensei que deveria ter feito algo melhor, ou apenas ter me arriscado mais. Sinto que deveria ter feito tantas outras coisas nesses meus dezesseis anos de vida. Por isso escrevo. Por meio dos textos posso expressar, da melhor maneira que consigo, o que penso, o que sinto, obedecendo a esse meu desejo infinito de escrever. E aí, meio que do nada, comecei a receber um carinho imenso que não imaginava merecer. As pessoas começaram a falar comigo sobre os textos e fico sorrindo feito uma boba quando isso acontece. Eu realmente entendi o significado de tantos acontecimentos em minha vida e procuro compartilhá-los com vocês. Agradeço de coração a todos que se sentem emocionados com meus humildes escritos, à todos os que me desejam sorte, que querem o meu bem. Vou escrevendo, assim do meu jeito esquisito, procurando achar um lugar para essas palavras que insistem em não querer ficar apenas dentro de mim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.