Fazenda Boa Vista – Município de Carmo de Minas

Fazenda Boa Vista

Fazenda da Boa Vista
Fazenda da Boa Vista



Data provável: 1ª metade do século XIX
Pé direito: 4,00 m
Janelas: 1,10 m x 2,00 m
Portas: 1,10 m x 3,00 m

Fachada da Boa vista
Fachada da Boa vista

Essa fazenda teria sido construída pelo mesmo mestre açoriano que construiu a fazenda Palmital e também a casa da mesma família na cidade, chamada “casa da Boa Vista”. Era comum chamar as casas da cidade pelo nome da fazenda da família.
Fica situada ao pé dos contrafortes da Serra de Cristina; sua implantação é em terreno suave e por isso possui porões baixos, ao contrário do que acontece na maioria das fazendas.
O terreno onde se implantou a casa foi levemente ajustado por pequenos muros de arrimo. Sua planta é um L clássico, formado por um corpo principal de proporções 3:4 e um corpo de serviços estreito, perpendicular ao principal. Um pequeno alpendre, provavelmente do fim do século XIX, por suas finas colunas de ferro e seu lambrequim, faz a entrada da casa.

Fachada lateral e terreiro de café
Fachada lateral e terreiro de café

Entra-se diretamente na sala nobre, sem passar por cômodo de distribuição; dela acessam-se as duas alcovas centrais e dois quartos, sendo que um deles possui outro quarto para dentro e o outro possui uma ligação interna com o setor íntimo. Por um corredor sifonado, chega-se à grande sala que acessa os outros quartos e o setor de serviços. Entre esta sala e o quarto aos fundos, a divisão é feita por um grande armário que substitui a parede. O corpo de serviços possui duas pequenas copas, três cômodos menores e a cozinha ao final. Há três pias para lavar as mãos espalhadas pela casa: uma no alpendre, outra na sala íntima e outra junto à porta, na junção dos dois corpos. Outro edifício de destaque na fazenda é a grande tulha de madeira, contemporânea à casa, que fica ao lado do jabuticabal, por onde passa um riacho. Um antigo monjolo de jacarandá foi desmanchado ainda na 1a metade do século XIX e, dele, foram feitas 11 cadeirinhas de bordar. Essas cadeiras foram distribuídas entre as mulheres da família e, por tradição, passavam de avó para neta, sempre pulando uma geração.

IMPLANTAÇÃO

1. Casa Principal
2. Antigo Paiol
3. Terreiros
4. Construções Complementares
5. Jaboticabal


Implantação
Implantação

Corte do terreno
Corte longitudinal do terreno
Planta
Planta
Elevação frontal
Elevação frontal

Elevação lateral
Elevação lateral


1 comentário em “Fazenda Boa Vista – Município de Carmo de Minas”

  1. José Roberto Silva

    Muito me orgulha ter trabalhado no cultivo e colheita de café. Também na roçada dos pastos. Fernando Tostes Ferraz foi excelente patrão. Tenho grande consideração por ele e sua esposa Vilma. O que me resta são saudades e muita gratidão. Hoje, o Fernando é amigo e irmão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.