Fazenda Coqueiro – Município de Carmo de Minas

Data provável: 1890
Pé direito: 3,40
Janelas: 1,00 × 2,00
Portas: 1,00 × 2,80
Vista geral

Varanda
Varanda
Essa fazenda é citada por nós como exemplo do ocaso da estrutura autônoma de madeira. A casa de pau-a-pique, com estrutura simples de madeira feita por esteios fincados diretamente no chão, entretanto, vai permanecer por mais um século.
Por essa época, já começam a aparecer as primeiras casas de fazenda construídas com alvenaria portante de tijolos, contudo o construtor da Coqueiro optou por usar a técnica tradicional.


Planta baixa
Planta baixa
Assim como na Fazenda Serrote, há algumas diferenças fundamentais em relação às demais. Sua planta é em forma de L com cumeeiras perpendiculares: suas dimensões são menores, tanto em relação à planta quanto em relação às peças de madeira e as alcovas centrais desaparecem. A ligação entre o setor social e íntimo passa a ser feita simplesmente por uma porta. O setor social restringe-se a apenas uma sala, já não há mais quartos de hóspedes, sala de entrada, sala nobre e capela. A distribuição da sala íntima para os quartos e setor de serviços ainda é muito parecida; há um quarto para dentro do outro.


Fachada lateral com alpendre
Fachada lateral com alpendre
No setor de serviços a distribuição é idêntica às mais antigas: dois cômodos auxiliares e cozinha ao fundo e, neste caso, há um alpendre em toda essa extensão. As telhas originais de calha foram substituídas por telhas francesas em 1964.


Implantação
Implantação
IMPLANTAÇÃO
1. Casa Principal
2. Paiol
3. Serraria
4. Construções Complementares
5. Moinho
6. Retiro
7. Jaboticabal
8. Chiqueiro


Em seu conjunto, encontramos diversos edifícios: casa de colonos, tulha, retiro, depósito, quarto de arreios, serraria, curral e moinho de milho ainda em funcionamento. Havia um imenso jabuticabal ao lado da casa, transformado em terreiro de café.


Corte longitudinal do terreno
Corte longitudinal do terreno

Elevação frontal
Elevação frontal
Elevação lateral
Elevação lateral



Vista da estrada de acesso
Vista da estrada de acesso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.