Francisco Altomare

Autoria: Américo Pena.
Publicado na Folha Nova, nº 80, em 22 de Agosto de 1915.

No dia 20 deste mês de Agosto de 1915, faleceu, nesta vila, o ativo industrial Sr. Francisco Altomare.
Homem laborioso, cumpridor de seus deveres e excelente pai de família, entregou a alma ao Criador, vitimado por uma moléstia que não encontrou na ciência uma explicação plausível, tão pouco a sua origem e os meios de combatê-la. E não foi por falta de recursos e de providências, pois o finado foi a São Paulo e mais localidades consultar clínicos de nomeada.
E assim, foi ele colhido pela Parca Terrível, em plena robustez, parecendo, antes de cair enfermo, que ninguém como ele gozava de saúde e ninguém como ele deveria desfrutar por muitos anos ainda uma vida de vigor ao lado de sua família, que tanto o idolatrava.
O enterro, que teve lugar ontem, foi concorridíssimo. Extraordinário foi o número de pessoas amigas desta vila e de cavalheiros e distintas famílias que vieram de Baependi, Soledade, Itanhandu, São Paulo, São Tomé, Cristina, São José do Picú (Itamonte), Pouso Alto, etc., trazer pêsames à família do morto e acompanhá-lo à última morada.
Entre as muitas coroas notamos as seguintes:
– Da Loja Maçônica Quintino Bocaiúva, de Soledade;
– Saudades de seu sobrinho José e família;
– Saudades da Folha Nova;
– Eternas saudades da família Turri;
– Último adeus de seu compadre Plácido e família;
– Adeus de seu sobrinho Salvador Altomare;
– Saudades de sua esposa;
– Saudades de seu compadre Thomaz e família;
– Saudades de Antonio Cosenzo e família;
– Saudades de sua filha Francisca e seu genro;
– Saudades de seu irmão José Altomare;
– Saudades da família Carneiro;
– Saudades de seu sobrinho Rosário e família.
O corpo foi acompanhado desde a casa de sua residência até o cemitério pelo vigário Cônego Antonio Faria Nogueira e a irmandade. Ao baixar o corpo à sepultura, o talentoso e erudito Cel. Guedes Fernandes pronunciou um belíssimo discurso fúnebre, elogiando as virtudes e excelsas qualidades do extinto.
Inúmeros foram os telegramas recebidos pela família, escasseando-nos o espaço para publicá-los hoje.
Na quinta-feira próxima será rezada, na matriz desta vila, uma missa de 7º dia. A família do finado, por nosso intermédio, convida aos fiéis e amigos de Francisco Altomare a assisti-la.
À sua inconsolável família a Folha Nova apresenta sentidos pêsames.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.