Manoel José Ribeiro de Carvalho

Anterior | Índice | Próximo

Manoel José Ribeiro de Carvalho recebeu de herança, por desmembramento da antiga Fazenda das Tres Barras, vasta extensão de terras onde construiu uma nova sede, a que deu o nome de Fazenda do Pouso Alegre. Manoel José e sua esposa, Mariana Tridentina Junqueira, tiveram cinco filhas e um filho: Ana, Maria, Mariana, Helena, Joaquim e Genoveva. Tecendo algumas considerações sobre esta geração, podemos dizer que:

  • Ana Candida Ribeiro de Carvalho, conhecida como Ana do Pitangal, nascida em 1820,  foi casada com Joaquim Carneiro Santiago, nascido em 1810, na Fazenda da Água Limpa, no município de Cristina. Foram proprietários da Fazenda do Pitangal, no mesmo município. Joaquim Carneiro Santiago era filho de Manoel Carneiro Santiago e de Ana Francisca Freitas.
  • Maria Custódia Ribeiro de Carvalho, nascida em 1823,  foi casada com seu primo, José Antônio Martins de Andrade.
  • Mariana Tridentina Ribeiro de Carvalho, nascida em 1824, foi casada com seu primo, João Ribeiro Pereira. Foram proprietários da Fazenda do Balaio, em Santa Rita do Sapucaí. Ele era filho de João Ribeiro de Carvalho, o “Velho do Paracatu”.
  • Helena Constança Ribeiro de Carvalho, nascida em 1826, foi casada com Manoel José Ribeiro de Carvalho Guimarães. Foram proprietários da Fazenda do Palmital. Manoel também era filho de João Ribeiro de Carvalho, o “Velho do Paracatu”.
  • Joaquim Junqueira Ribeiro de Carvalho, nascido no dia 10 de Abril de 1828, foi casado com sua prima Mariana Ribeiro de Carvalho, outra filha de João Ribeiro de Carvalho, o “Velho do Paracatu”. Joaquim José e Mariana receberam, por herança, a Fazenda do Pouso Alegre. Joaquim José chamava-se, na infância, Joaquim Junqueira Ribeiro de Carvalho. Devido a brigas juvenis com seus primos, no colégio onde estudavam, pediu e obteve de sua mãe, Mariana Tridentina Junqueira, autorização para substituir o sobrenome Junqueira pelo nome José, passando a assinar Joaquim José Ribeiro de Carvalho.
  • Genoveva Clara Ribeiro Junqueira, nascida em 1830, foi casada com seu primo, Gabriel Ribeiro Junqueira. Foram proprietários da Fazenda das Tres Barras. Gabriel era filho de Antônio José Ribeiro de Carvalho, o “Velho do Condado”.

A extensão da Fazenda do Pouso Alegre deveria exceder os 4.000 hectares, descontando futuras aquisições, que em várias ocasiões ampliaram os seus limites.

Manoel José Ribeiro de Carvalho morreu precocemente, no dia 18 de Dezembro de 1834, com a idade de 43 ou 44 anos, apenas.

Dos filhos de Manoel José e Mariana Tridentina, três permaneceram morando em Carmo de Minas: Helena Constança, Joaquim José  e Genoveva Clara.

Anterior | Índice | Próximo

Copyright © 2004 – Junqueira, Walter Ribeiro.

3 comentários em “Manoel José Ribeiro de Carvalho”

  1. Inês Faria de Carvalho

    Haveria mais informações sobre os descendentes dessa familia, Ribeiro Carvalho??
    Meu bisavo materno tinha fazenda em Carmo de Minas em meados de 1800, e seu nome era Américo Alves de Carvalho. Não consegui descobrir o nome dos antepassados dele. Será que conseguiria de voces alguma direção para pesquisar?
    Obrigada pela atenção.
    Inês Faria de Carvalho

  2. Raimundo Nonato da Silva Sobrinho

    Meus antepassados maternos são Ribeiro Guimarães. Estabeleceram-se em Caetité/Ba, Norte de Minas e Recôncavo Baiano.

  3. ROSANA MATIAS

    Estou pesquisando a familia de Antonio José Ribeiro de Carvalho e Maria Gonçalves Torres, em especial aos dois filhos citados por Moacyr Villela no Projeto Compartilhar:
    – Jeronimo Simões da Fonseca
    – João Gonçalves Simões (provavelmente meu opentavô), casado com Maria Rodrigues de Mira.
    Agradeço se tiver alguma informação sobre ambos.

    ROSANA MATIAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.