Quadra da Despedida

Quadra da Despedida

Parece que minha geração é a bola da vez:
Falece um companheiro a cada mês.
Entristece mais quando é um amigo:
– Vai em paz, sozinho… Não irei contigo!

Plínio Guarany, poeta menor.
Agosto de 2016.

Nenhum comentário

Adicione seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.