Quem Será ?

Autoria: João do Rio Verde
Publicado na Folha Nova, nº 1.271,
em 30 de Março de 1941

Quanta vez, com o pensamento povoado por uma vaga e infinita saudade, recordo-me do nosso velho arraial do Carmo do Rio Verde.
Desfilam, então, pela minha mente, diluindo-se em longinquas reminescências, vultos e fatos de outrora e, de novo, desaparecem como espirais de fumo sopradas pelo vendaval ou pela viração marinha.
Há, porém, acontecimentos que, talvez dada a projeção descortinada no correr dos anos, não se escoam facilmente de nosso pensamento.
Foi em uma triste e nebulosa tarde de outono, que a minha saudosa mãe me mostrou, na rua da estação, um mocinho, quase menino, dizendo-me que era o novo professor público, nomeado pelo Governo do Estado.
Lembro-me que era bem jovem e havia desembarcado no trem, vindo, na véspera, de Soledade, acompanhado pelo seu pai.
Longos anos de memoráveis serviços à instrução primária, o novo mestre-escola prestou ao nosso Carmo, entrando, ainda, triunfalmente, com a sua casa de ensino, na Vila e, mais tarde, na cidade de Silvestre Ferraz.
E durante mais de tres décadas o seu nome se cobriu de glórias, conquistando em tão árdua missão, uma verdadeira coroa de louros.

Há criaturas predestinadas à prática do Bem, pois dir-se-á eleitas por Deus, a fim de, por atos extradordinários e benfazejos, ensinarem, por exemplos edificantes, o verdadeiro amor ao próximo de que nos fala a Sagrada Escritura.
O jovem professor, chegado à nossa terra há cerca de oito lustros, é hoje o admirável intérprete da sublime doutrina, legada à posteridade, há séculos, pelo milagroso São Francisco de Assis.
Onde houver um pária desgraçado, sem teto e sem pão, com as carnes corroídas pelas chagas cancerosas e fétidas, aí o encontraremos, procurando confortar o desventurado com palavras repassadas de carinho e, com as suas próprias mãos, curando as úlceras repugnantes, a fim de aliviar os sofrimentos do infortunado.
Como eu invejo a felicidade dessa alma generosa que, com esses atos acrisolados da mais santa caridade, tanto se aproxima do Céu.
Quem será, pois, esse abnegado varão, verdadeiro apóstolo do glorioso São Vicente de Paulo?

João do Rio Verde
Março de 1941

1 comentário em “Quem Será ?”

  1. Gilberto Arantes Junqueira

    Às vezes, como ocorreu há poucos dias, alguém indaga sobre a resposta à pergunta lançada pelo brilhante João do Rio Verde: Quem será? Esse excelente educador e prestimoso cidadão chamou-se Manoel Jacinto Ferreira de Brito, carinhosamente conhecido como professor Brito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.